Virada 2015

Quem vibrou com a notícia de que o artista Lenine estava confirmado entre as atrações da Virada Cultural nunca poderia imaginar o fiasco da noite de sábado para domingo. Atrasos e falhas mecânicas surreais deixaram um dos maiores ícones vivos da música nacional inaudível até para quem sabia de cor o disco recente do artista, intitulado Carbono.

Um cantor e compositor com dez discos gravados, músicas eternizadas na memória popular e quase trinta anos de estrada foi simplesmente aniquilado diante de uma estrutura de som incapaz de transmitir o talento musical do pernambucano. Quem não o conhecia, não teve a oportunidade de apreciar a dimensão da sua qualidade musical e para quem já é fã, o show foi uma grande decepção.

Casos semelhantes de má estrutura sonora e desorganização também aconteceram com: Hermeto Pascoal (por sinal, deu barraco), Otto, Baby do Brasil, entre outros. Há quem diga que a voz de Daniela Mercury também estava mais baixa que o habitual. Porém, pela energia invejável da cantora, a situação foi contornada sem grandes perdas. Ainda assim, ouvia-se comentários do público de que a voz da cantora já não era a mesma. No início do show seguinte, viu-se que o problema não era bem com ela.

A Virada Cultural é uma festa feita para acompanhar o slogan de São Paulo “a cidade nunca dorme” e oferece 24 horas ininterruptas de programação cultural para todos os públicos e idades, ainda com o acréscimo de ser um evento gratuito. A festa tornou-se uma iniciativa primorosa no avanço cultural da cidade, uma maneira de ocupar as ruas, vasculhar pela madrugada lugares históricos da cidade onde geralmente não frequentamos à noite e, por todos esses motivos, é muito complicado fazer uma crítica à Virada Cultural.

Mas ainda se vê muito por melhorar, um evento dessa magnitude pede por qualidade para estar à altura da sua proposta e, enquanto qualidade de som e cronograma, não foi o esperado. A prefeitura de São Paulo está no caminho certo, sem dúvida, mas nem tudo foram flores, que fique bem claro.

Deixe uma resposta